seminário de políticas culturais e gestão municipal – campo largo/pr


A abertura contou com apresentação do grupo Canarinhos de Campo Largo, regido pelo maestro Theo de Petrus.

O 1º Seminário de Políticas Culturais e Gestão Municipal reuniu mais de 200 pessoas na Casa de Cultura de Campo Largo, na última sexta feira (12/04). Estiveram presentes artistas, produtores culturais, secretários de cultura e representantes do setor cultural de vários municípios do estado do Paraná. O encontro, promovido pelo mandato do deputado Angelo Vanhoni em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Campo Largo, teve por objetivo auxiliar as gestões municipais de Cultura no desenvolvimento de suas iniciativas e estimular a produção de conteúdos locais de acordo com as especificidades de cada região.

Foram realizados três painéis temáticos para apresentar os principais avanços das políticas públicas de cultura e os benefícios da integração dos municipios ao Sistema Nacional de Cultura: Conceito de Cultura, ministrado por Marcos Cordiolli, presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Organização e Gestão de Políticas Culturais: Caso de Sucesso, ministrado por Sônia Singer, presidente da Fundação Cultural de Campo Mourão, e Programa de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, ministrado por Roberto Gonçalves de Lima, gerente de Participação Social da Secretaria de Articulação Institucional (SAI) do Ministério da Cultura.

A abertura do eventou contou ainda com falas expositivas do prefeito de Campo Largo, Affonso Guimarães, do secretário de Educação, Cultura e Lazer, Avanir Mastey, da diretora do Departamento de Cultura de Campo Largo, Gladis Chemin Miró, do deputado estadual Péricles de Mello e do deputado federal Angelo Vanhoni.

A gente pensou este encontro percebendo a dificuldade que muitos municípios tem para organizar e desenvolver ações na área da cultura. A prefeita de Guamiranga esteve recentemente no meu escritório em busca de apoio para estruturar alguma atividade de cultura no município dela e nós sabemos que não é uma dificuldade só daquela cidade. Por isso, resolvemos chamar os gestores de cultura e aqueles que estivessem interessados em comparecer aqui em Campo Largo para realizar este seminário. Os municipios precisam se organizar para integrar o Sistema Nacional de Cultura, para que possam se beneficiar dos avanços que o país já consolidou no âmbito das políticas culturais e no entendimento da cultura como um direito social.

Nós temos uma pérola aqui no Paraná. Uma cidade que por duas vezes seguidas ganhou um prêmio nacional do Ministério da Cultura por ser uma das melhores cidades em gestão cultural do Brasil, que é a cidade de Campo Mourão. Então, para complementar os temas apresentados nos painéis, nós convidamos a Sônia Singer, presidente da Fundação Cultural de Campo Mourão e ela se dispôs prontamente a vir até aqui contribuir com o seminário e passar um pouco de sua experiência.

Angelo Vanhoni

A presidente da Fundação Cultural de Campo Mourão, Sonia Singer (imagem acima), apresentou vídeo institucional da Fundacam e falou sobre o desenvolvimento das politicas culturais em sua cidade. Reproduzimos abaixo informações publicadas na página oficial da Prefeitura de Campo Mourão.

A Casa da Cultura Thomaz Edson de Andrade Vieira foi o primeiro espaço público de Campo Mourão voltado para desenvolvimento de ações culturais. Inaugurado em 1981, este espaço recebeu primeiramente a Biblioteca Municipal e aos poucos foi agregando todas as manifestações culturais do município.

Em 1987 veio a autonomia do setor cultural, que passou a ser gerenciado pela Fundação Cultural de Campo Mourão, desvinculando definitivamente este setor da Secretaria Municipal de Educação. Em 2003 foi instalada a Secretaria Especial de Cultura para gerir e organizar a política cultural do município, através da estrutura da Fundacam.

Responsável pelo fomento, produção e consumo dos bens culturais, a Fundacam presta grande serviço à comunidade mourãoense e é a única no interior do estado a ter um Núcleo Experimental Operístico e um Corpo Municipal de Baile. Para fomentar as manifestações artístico culturais do município, foi implantada em 1997 a Lei Municipal de Incentivo à Cultura, nas modalidades Mecenato e Fundo Especial de Promoção das Atividades Culturais. Os trabalhos da Fundação Cultural são acompanhados e aprovados pelo Conselho Municipal de Cultura e suas metas e prioridades estabelecidas anualmente pelo Simpósio Municipal de Cultura, com participação expressiva de representantes dos segmentos culturais e comunidade interessada.

O seminário contou com representantes de 27 municípios paranaenses, dentre eles: Araucária, Balsa Nova, Campo Magro, Curitiba, Mallet, Piraquara, Prudentópolis, Rio Azul, Santana de Itararé, União daVitória, São Mateus, Pinhais, Guaratuba, Irati, Antonina, São José dos Pinhais e Jacarezinho. Os particpantes receberam certificados atestando sua presença nos paineis temáticos, e ao final do encontro houve um debate onde os palestrantes responderam perguntas da platéia.

Fotos: Maringas Maciel

2 Comentários

  1. Frank novakoski
    20 de abril de 2013

    Na próxima estou envolvido.

  2. Frank novakoski
    20 de abril de 2013

    Sou artista popular faço arte com Lixo e dou palestras em colégios da rede municipal e particular sobre sustentabilidade e meio ambiente.

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!