preservação das florestas com araucária – dia mundial do meio ambiente

curitiba_foto_gilsoncamargo_ruaxv_junho2009d

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente – Ibama, em exposição educativa, espalhou pelas esquinas do calçadão da Rua XV de Novembro, em Curitiba, 10 troncos de árvores com aproximadamente 1,3 metro de altura por 1 metro de diâmetro. Em cada estação, voluntários explicam para a população dados sobre a floresta e as principais causas da devastação. A ação de conscientização promovida em parceria com órgãos estaduais e municipais comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, e é um alerta à sociedade sobre o processo de extinção da Floresta de Araucária. No Paraná restam menos de 1% destas ecorregiões símbolo do estado.

curitiba_foto_gilsoncamargo_ruaxv_junho2009a

A exposição no centro de Curitiba, através do impresso “Contagem Regressiva” redigido pela pequisadora Teresa Urban e amplamente distribuído no evento, instrui a população a tomar parte ativa no processo de preservação ambiental.

Diante do quadro de extinção das florestas originais com araucárias e da contínua depredação dos recursos naturais no território nacional, o Mandato do deputado Angelo Vanhoni vem se posicionando através de projetos de lei  que visam perenizar incentivos à preservação ambiental. Algumas das medidas sugeridas pelo deputado  já estão sendo  adotadas em programas como o Bolsa Verde, anunciado pelo governo federal no dia 5 de junho, que incentiva os pequenos produtores rurais na preservação do  meio ambiente.

Dentre as iniciativas parlamentares em curso destacam-se o Projeto de Lei 1999/2007, de Angelo Vanhoni, que está tramitando apensado ao projeto de lei do deputado Antonio Palocci na Comissão de Meio Ambiente, o qual visa instituir em âmbito nacional, a recompensa ambiental aos proprietários rurais que preservarem florestas em suas propriedades além dos 20% da “reserva legal”. Caso o projeto de lei seja aprovado, a recompensa ambiental será paga aos proprietários em valor equivalente a 50 sacas de milho por alqueire/ano, tendo por base o preço médio de mercado praticado no ano anterior, com recursos oriundos de um fundo constituído para esse fim ou através do Pronaf-Florestal. Os proprietários contemplados com o incentivo receberão treinamento e instruções dos órgãos do Estado, a fim de colaborarem como agentes ambientais voluntários na preservação da natureza. Esta ação parlamentar pretende ajudar a corrigir dois problemas de natureza sócio-ambiental: o primeiro diz respeito ao crônico cenário de pauperização ao qual estão submetidos milhares de agricultores familiares em nosso país, onde muitos se vêem forçados a abandonar o campo em busca de melhores condições de vida nos grandes centros urbanos; o segundo refere-se ao aprofundamento do processo de degradação ambiental em curso no Brasil, num momento em que o mundo globalizado constata as graves conseqüências da ação humana sobre o meio ambiente.

Atualmente, aos pequenos  proprietários que preservam os recursos naturais só restam duas alternativas: vender as suas áreas aos grandes proprietários aprofundando o êxodo rural ou permanecer na propriedade passando por inúmeras necessidades, pois é impossível a sobrevivência de numerosas famílias em propriedades que giram em torno de 10 hectares e, em grande parte dos casos 8 hectares são cobertos com vegetação nativa incluindo espécies em extinção.

curitiba_foto_gilsoncamargo_ruaxv_junho2009b

No sentido de garantir a institucionalização de programas de conscientização e educação ambiental e instigando a sociedade ao debate sobre ações preventivas nesta área, o Projeto de Lei 769/2007 propôe a criação do Dia Nacional da Educação Ambiental, no dia 3 de junho, data próxima àquela em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente. O projeto já obteve os pareceres favoráveis na Câmara dos Deputados, da Comissão de Cidadania e Justiça e da Comissão de Educação e Cultura.

curitiba_foto_gilsoncamargo_ruaxv_junho2009

No dia 09 de junho, Vanhoni promoveu encontro da bancada do partido em Brasília com o objetivo de  reforçar o apoio às questões ambientais no Congresso Nacional. A articulação está sendo feita em parceria com os deputados Paulo Teixeira e Cândido Vaccareza, lider do PT na Câmara Federal.

“Todo mundo pode ajudar a salvar a Floresta com Araucária. Você pode fazer isso incorporando novas atitudes como cidadão: Nunca compre madeira, papel, carvão, e objetos feitos de pinho, imbuia ou canela sem comprovar sua procedência. Ao observar qualquer sinal de derrubada de floresta nativa, avise a autoridade mais próxima. Pergunte a seu deputado ou senador o que ele tem feito para proteger a Floresta com Araucária. Cobre do Poder Público em todos os niveis a valorização e o fortalecimento dos orgãos responsáveis pela conservação da natureza e de seus servidores. Pratique o Codigo Florestal Brasileiro, ele é um dos melhores instrumentos para manter o que ainda resta da floresta em pé. Exija que as áreas protegidas sejam delimitadas, tenham sua regularização fundiária efetivada e seus planos de manejo sejam executados. Conheça as leis ambientais e use-as bem. Afinal, a Constituição Brasileira assegura que todos tem direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.”
Teresa Urban

IAP / FORÇA VERDE – 0800 8430304
IBAMA – 0800 618080

Fotos: Gilson Camargo

8 Comentários

  1. vanderlei gonçalves
    5 de agosto de 2010

    olá eu gostaria de saber como fazer para entrar em contato com as pessoas responsavél para catalogar 4 pés de araucarias que eu e meu pai plantamos em um terreno onde meu pai mora já que onde ele mora a 40 anos e ja temos no terreno 6 pés de araucaria com aproximadamente 20 anos cada é que onde meu pai mora o terreno foi doado para ele morar e querem tira-lo para contruir e quero ipedir que tirem as araucarias porque é um terreno valorizado ja que fica na av das torres.

    aguardo resposta

  2. carla moreira santos
    17 de novembro de 2011

    triste mas ”o maldito homem foi a corta a arvore de 2 ceculos” mas digo isso de alguns homens e de outros nao

  3. Rafaela
    5 de março de 2012

    queria saber tres exemplos de unidade de conservação criadas para proteger a mata de araucarias

  4. Laiana
    7 de setembro de 2012

    Obg esse post me ajudou mto num trabalho

  5. Edna Coutinho
    23 de janeiro de 2014

    As leis de proteção ao meio ambiente precisam ser mais rígidas e fazer doer no homem onde ele sente mais, que é no próprio bolso.
    Em Astorga temos uma comovente história de uma Araucária de quase 50 anos, que permaneceu em pé mesmo com a chegada do asfalto no início de 2013. O problema é que ela está dentro do perímetro do ardente asfalto sem possibilidades de infiltração de água.

  6. Edna Regina Santos
    23 de janeiro de 2014

    ASTORGA tem uma linda Araucária que foi cuidada pelo senhor Arlindo Pavani, morador antigo deste município. Nossa ARAUCÁRIA ANGUNSTIFÓLIA está preservada, pena que no sol escaldante em meio ao asfalto recém construido na rua 9 de Julho no JARDIM LONDRINA .

  7. Edna Coutinho
    23 de janeiro de 2014

    Dep. Vanhoni,
    sei que há muitas lutas necessárias sendo travadas por vcs, mas a preservação da vida por menor que seja sempre é acolhida por muitos olhares afetuoso. Os endereços abaixo relacionados são espaços que foram divulgadas as notícias de uma bela Araucária que apesar de não ter sido cortada, sofre a quentura do asfalto que a abraça sem piedade.
    http://digital.odiario.com/geral/noticia/774616/araucaria-sobrevive-ao-asfalto/
    http://ricmais.com.br/pr/bg-maringa/alunos-se-mobilizam-contra-derrubada-de-araucaria-em-astorga/
    http://ednacoutinhoastorga.blogspot.com.br/2013/10/araucaria-angustifolia-ou-pinheiro-do.html

  8. Jéssica B.Bontempo
    13 de fevereiro de 2014

    Oi eu queria saber 3 exemplos de unidades de conservação criadas para proteger a mata de araucária
    isto me ajudou muito gostaria de agradecer ao criador(a) desta página muito obrigado mesmo

4 Trackbacks

  1. […] apreendida na Operação Angustifolia exposta no calçadão da rua XV de Novembro, em Curitiba, em junho deste […]

  2. […] preservação das florestas com araucária – dia mundial do meio ambiente Por vanhoni 1 Comment Categorias: Uncategorized Tags: araucaria, meio ambiente, pinheiro paranaense, preservaçao, teresa urban O conteúdo deste post encontra-se em http://www.vanhoni.com.br/2009/06/preservacao-das-florestas-com-araucaria-dia-mundial-do-meio-ambien… […]

  3. […] preservação das florestas com araucária – dia mundial do meio ambiente […]

  4. By acervo de publicações do blog at Angelo Vanhoni on 29 de setembro de 2010 at 17:19

    […] preservação das florestas com araucária – dia mundial do meio ambiente […]

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!