o direito autoral na era das novas tecnologias – entrevista de gilberto gil ao projeto “produção cultural no brasil”

O músico e ex-ministro da Cultura, Gilberto Gil, foi entrevistado em agosto de 2010 pelo projeto Produção Cultural no Brasil. O vídeo, gravado e editado pelo Coletivo Multimídia Garapa, trata da questão do direito autoral na era das novas tecnologias e a urgente necessidade de atualização da legislação brasileira a respeito deste tema.

“A própria visão de carreira está em cheque tal como ela foi vista até aqui. A importância do disco, dos meios de comunicação, da televisão e do show business nisso… enfim, estes clássicos, estas entidades clássicas do mundo da produção cultural; e era nisso que se sustentava o conceito de uma carreira. Hoje não é mais, hoje é um conjunto de fragmentos de várias coisas que vão constituindo o agir do artista…
As novas tecnologias, com a diminuição do tamanho, a portabilidade, acessibilidade, a possibilidade de multiplicação de gente, de pessoas fazendo coisas, filmando, gravando, transmitindo, editando isso e aquilo. Este mundo saiu das mãos dos especialistas, dos artistas, dos jornalistas, dos autores propriamente. A autoralidade explodiu, ficou em aberto. Então, portanto, a visão da autoralidade aos cuidados do direito autoral também explodiu. O “Creative Commons” é um pouco pra isso, pra dar agilidade. Sua autoralidade vai imediatamente se registrar eletrônicamente através da internet sem a mediação daquela instituição chamada editora. O autor anônimo, ele próprio é o editor imediato do seu material, do seu produto artístico. Fica agora uma outra questão: Tem toda uma série de autores novos, anônimos, microautores e etc… que precisam entrar nesse mundo.”

Gilberto Gil

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!