entrevista com angelo vanhoni sobre a mp dos portos e pec 37 – jornale tvci, 26/04/13

 A Comissão Mista da Câmara Federal que analisa a Medida Provisória dos Portos (MP 595/12) aprovou relatório final nesta quarta-feira (24/04), abrindo caminho para a modernização dos portos brasileiros. O deputado Angelo Vanhoni, que participou da Comissão, concedeu entrevista ao jornalista Toni Casagrande, para a Jornale TVCi.

Veja acima a íntegra da entrevista.

Nós exportamos no ano passado 150 milhões de toneladas. A projeção que se tem no comércio mundial é de que o Brasil chegue, nos próximos 20 anos, exportando mais do que 300 milhões. Nós vamos mais do que dobrar o volume de exportacões, seja de manufaturados, seja de commodities: minério de ferro, soja, milho, algodão, açúcar, etc… o Brasil, para se desenvolver, precisa criar um planejamento de infraestrutura, investir em ferrovias, aeroportos, rodovias e portos. O Brasil ainda tem poucos portos e aqueles que nós temos ainda tem uma legislação que impede a atração de novos investimentos.

Nós conseguimos aprovar a espinha dorsal de um texto que traz a modernização da regulação portuária, permitindo e atraindo investimentos para que novos portos sejam constituídos no Brasil. Nós tivemos um grande avanço para os trabalhadores dos portos púbilcos e organizados em todo país. O governo trouxe, no corpo da lei, um conjunto de garantias para os trabalhadores, dentre elas a aposentadoria, a possibilidade de ter uma renda mínima para os períodos em que não houver trabalho e o reconhecimento da representação sindical por parte da legislação.

O deputado falou também sobre seu posicionamento em relação à PEC 37 (medida que estabelece que as investigações no país fiquem a cargo apenas das polícias civil e federal, em detrimento do Ministério Público).

O Ministério Público tem feito uma atuação progressista em nossa sociedade. Limitar, não permitir que ele exerça essa função constitucional e transferir isso para a Polícia Civil e Polícia Federal será um retrocesso para o direito na sociedade brasileira. O ente autônomo garantido pela Constituição que olha em nome da sociedade, fiscaliza e pode proceder algumas ações investigatórias é o Ministério Público.

Nós vamos fazer uma militância com muita intensidade, com muita força, com muito entusiasmo para que esta PEC não passe. Ela é um desserviço para a democratização do nosso país, para que a gente avance na transparência, para que a população possa olhar melhor o que está acontecendo no Estado e na administração pública e possa de alguma forma controlar. Por isso nós vamos lá (no Congresso Nacional) votar contra esta lei.

2 Comentários

  1. JONOTE BORBA
    6 de maio de 2013

    Grande entrevista conduzida por um grande jornalista. Abraços

  2. ALFREDO DOS REIS HEN
    14 de maio de 2013

    Prezado Deputado VANHONI.
    Assistir sua entrevista sobre a PEC dos Portos e PEC 37, Gostei de ouvir de um parlamentar que tem uma visão de progresso para esse país. É isso que o povo precisa e deve ser geração de emprego não bolsas que levam o cidadão a perda da vergonha, a ficar recebendo esmolas. O país que eu sonhei em 1964, quando então tinha 15 anos foi diferente do que os militares criaram, mas tempos atrás se dormia de janelas abertas e hoje por excesso de direitos a quem não merece vivemos encarcerados em nossas casa. Até quando? Eu disse outro dia pra minha mulher:
    Nesse país não se devia prender ladrão, mas sim tomar tudo que ele roubou, se gastou e Estado deve criar meios de produção como de tijolos , meio fios. e os politicos pastores que não provem a origem da sua fortuna sejam leiloadas e os $$ reinvestido em educação. Prisão só pra criminoso e a família leva as alimentações e sem redução de pene. que é uma vergonha.

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!