ensino médio profissionalizante – doação de terreno ao ifpr – jaguariaíva/pr

jaguariaiva09_04_12_foto_gilsoncamargo4

O município de Jaguariaíva realizou nesta segunda feira, 09/04, no Plenário da Câmara Municipal, a solenidade de assinatura da escritura de terreno para a construção de um Instituto Federal de Educação Ciêntifica e Tecnológica na cidade. A área de 75.000 m2 doada pela prefeitura será destinada para a construção de um campus que atenderá Jaguariaíva e as cidades vizinhas e irá ofertar, no início de seu funcionamento, vagas para 300 alunos, com estimativa de ampliação para 1.200 vagas. O investimento do governo federal nesta fase de implantação será de R$ 10 milhões.

O evento contou com a participação expressiva da comunidade que lotou as dependências da Câmara Municipal. Dentre as autoridades presentes, o reitor do IFPR, Irineu Colombo, o prefeito de Jaguariaíva, Otélio Renato Baroni, os prefeitos de Piraí do Sul, Antonio El Achkar e de Wenceslau Braz, Athayde Ferreira dos Santos, o deputado estadual Péricles de Mello e os deputados federais Angelo Vanhoni e André Vargas.

jaguariaiva09_04_12_foto_gilsoncamargo8

Além dos projetos de reforma de seu patrimônio histórico, a exemplo do Condomínio Industrial Matarazzo e da construção de uma sala de cinema para a comunidade, 3 escolas foram inauguradas na gestão do prefeito Barone e a cidade já conta com 4 CEMEIs em regime de jornada de tempo integral. Jaguariaíva dá o exemplo de um modelo que o governo federal está propondo para todo o Brasil. Nós temos apenas 1.100 milhão de alunos com jornada integral em nossas escolas. O governo está propondo elevar este número nos próximos 10 anos para 11 milhões.

Nestes últimos anos o Brasil vem mudando muito. Nós estamos atravessando um momento histórico. Há uma crise no resto do mundo e o Brasil vem conseguindo superar esta crise, com a equipe do governo conduzindo bem a macroeconomia, apresentando taxas de crescimento e boas perspectivas de futuro. Porém nós temos uma dívida social muito grande e só vamos mudar o Brasil verdadeiramente quando todos tiverem as mesmas condições de poder crescer e se desenvolver, sobretudo no que diz respeito à educação.

Nós queremos que cada um possa revelar seus próprios talentos, queremos que todas as crianças do Brasil tenham o mesmo padrão de qualidade de educação e o governo está fazendo uma revolução nesta área. Há 10 anos atrás tinhamos somente uma escola técnica no Paraná, na capital. Nenhuma no interior. No governo do ex-presidente Lula 200 escolas técnicas foram criadas, principalmente no interior do Brasil, e agora mas 89 foram anunciadas pela presidente Dilma, dentre elas, esta aqui de Jaguariaíva.

Este Campus vai formar mão de obra qualificada, daqui de Jaguariaíva, de Wenceslau Bráz, de Piraí do Sul, e vão sair profissionais com conhecimento técnico. Isto deverá atrair mais empresas para a região, o que gera emprego e renda. É esta visão que tem a educação como principal vetor para o desenvolvimento humano e social que orienta as politicas públicas que nós defendemos.

Angelo Vanhoni

jaguariaiva09_04_12_foto_gilsoncamargo12

Hoje é um dia de muita alegria para todos nós. É dia de festa e um momento histórico para Jaguariaíva e para a nossa região. Estamos consolidando mais uma conquista que se iniciou em 2009 no primeiro ano de nossa gestão. Foi um trabalho intenso e persistente em parceria com os deputados federais do PT André Vargas e Angelo Vanhoni. Trabalhamos confiantes, sempre acreditando na possibilidade real de trazer para Jaguariaíva esta grande conquista: um Campus do Instituto Federal do Paraná que atenderá não apenas a nossa população mas também os municípios vizinhos num raio de 100 quilômetros.

Otélio Barone

jaguariaiva09_04_12_foto_gilsoncamargo9Vista aérea do terreno onde será construído o Campus de Jaguariaíva. Segundo o reitor do IFPR, Irineu Colombo, a data prevista para o início das atividades é agosto de 2013.

Em cada campus do IFPR 50% das matriculas serão para cursos técnicos, que são cursos profissionais de nível médio. O estudante de 14 ou 15 anos de idade poderá adentrar a escola e, ao mesmo tempo em que estuda as disciplinas tradicionais como geografia, história, química e biologia, estudará também as disciplinas técnicas específicas para cada curso, com práticas laboratoriais e estágios em empresas e indústrias onde houver atividade correlata. No turno da noite funcionará o Proeja, para adultos que não tem ensino médio e que assim poderão cursá-lo juntamente com uma profissionalização. Os outros 50% das matrículas serão para cursos superiores, sendo 20% para cursos de licenciatura, predominantemente nas áreas de química, física, matemática e biologia, em função da grande carência de professores com formação específica nestas disciplinas no Brasil.

jaguariaiva09_04_12_foto_gilsoncamargo2Deputado federal Angelo Vanhoni (a esquerda), prefeito de Jaguariaíva Otélio Barone (ao centro), reitor do IFPR, professor Irineu Colombo e o deputado estadual Péricles de Mello.

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!