conferência municipal de educação – ponta grossa/pr, 2013

4

A prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Educação, realizou neste sábado (29/06) a IV Conferência Municipal de Educação (CONAE).  O evento aconteceu no auditório da Universidade Ponta Grossa e contou com a participação do prefeito Marcelo Rangel, do deputado estadual Péricles de Mello, da secretária de Educação, Esméria Saveli, do vereador Marcelo “Careca” de Barros e dos deputados federais Sandro Alex e Angelo Vanhoni. Participaram também professores da rede pública e privada e representantes de instituições de ensino.

Durante a conferência foram abordados os temas: Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: organização e regulação; Educação e Diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos; Educação, trabalho e desenvolvimento sustentável: cultura, ciência, tecnologia, saúde e meio ambiente; Qualidade da Educação; Valorização dos profissionais da Educação.

2
Irmã Edites Bet, Angelo Vanhoni, Péricles de Mello e Marcelo Rangel.

O deputado Angelo Vanhoni, relator do Plano Nacional de Educação, destacou a importância da valorização do magistério e o estímulo a formação de novos professores, com salários equiparados às demais profissões, e ressaltou ainda que importantes fontes de financiamento para a educação estão sendo garantidas pela lei aprovada no Congresso Nacional que destina royalties do Pré-sal e recursos do Fundo Social do Petróleo para a educação.

Clique na imagem abaixo para assistir a fala do deputado interpretado em Libras por Lidia da Silva.

É preciso que o meu filho, que o filho de vocês que está estudando, que está indo agora para uma universidade, que ele queira ter no horizonte da vida dele ser professor. Ele que tem talento em química, física, gosta de português, gosta de história, de geografia, ele vai fazer uma universidade e tem que estar com um horizonte na cabeça dele: eu quero ser professor! Mas para que ele possa desejar ser professor, para a gente atrair estes talentos de novo para o magistério nós precisamos revalorizar a profissão. Por isso tem uma meta no plano que destina 1% do PIB para valorizar o salário dos professores nos próximos 10 anos, o que traria a custo de hoje pro piso, não é pra profissão toda, pro piso, seria perto de R$ 3.200,00 de salário para os professores.

Nós aprovamos uma coisa fundamental para consolidar os 10% do PIB para a educação. Os royalties do petróleo e 50% do Fundo Social do Pré-sal. Este fundo estava destinado somente para fazer o equilíbrio da economia. Agora, 50% deste fundo será destinado à educação. São 180 bilhões de reais. Nós já garantimos 3% destes 10% apenas com esta lei que aprovamos anteontem no Congresso Nacional.

Eu estou muito otimista! Com esta efervescência e luta cívica que estamos tendo na sociedade hoje eu acredito que ele será aprovado no Senado e a presidenta vai sancionar o Plano Nacional de Educação ainda neste ano.

Angelo Vanhoni

1a

Fotos: Gilson Camargo

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!