colombo/pr – 120 anos de emancipação política do município e 11 anos de circuito italiano de turismo rural

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010r

A cidade de Colombo completa 120 anos de sua emancipação política no dia 05 de fevereiro de 2010. O município, atualmente com 233.916 habitantes é um dos maiores da região metropolitana de Curitiba e conta com 42 bairros e mais de 200 loteamentos, sendo 70% do seu território áreas de proteção ambiental. Dos 198,7 km2 de área total do município, 128 Km são de área rural. A maioria da população mora na área urbana contígua a Curitiba em bairros como Alto Maracanã, Guaraituba e Jardim Osasco. A área rural com menor densidade populacional preserva as características agrícolas herdadas dos imigrantes italianos que ali chegaram no final do século XIX.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010u
Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, em frente ao marco zero de Colombo. Obra iniciada em 1895, em estilo romano, réplica de uma igreja de Vicenza, na Itália.

A partir de setembro de 1878, surgiu no Paraná a Colônia Alfredo Chaves, que recebeu naquela ocasião 160 colonos de nacionalidade italiana. Estes imigrantes, inicialmente chegaram em Morretes e subiram a Serra do Mar conduzidos pelo Pe. Angelo Cavalli para se estabelecerem em 80 lotes rurais doados por Dom Pedro II, formando o embrião da atual cidade, que foi elevada a categoria de vila em 1890 e no mesmo ano oficializada como municipio em homenagem ao descobridor da América, o genoves Cristovão Colombo.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010a1
Vista parcial dos bairros Santa Terezinha e Maracanã.

Em contraponto a grande extensão e tranquilidade das áreas rurais do município, os bairros de Santa Terezinha, Guaraituba e Maracanã são zonas de grande adensamento populacional, com aproximadamente 200 mil habitantes, reflexo do crescimento acelerado da cidade nos últimos 30 anos.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010a8
A atividade agrícola predominante baseia-se na produção de hortifrutigranjeiros como milho, tomate, batata-doce, caqui, morangos, mandioca e feijão, com destaque para a uva.

O Circuito Italiano de Turismo Rural completa 11 anos também em fevereiro. Com o objetivo de incentivar o turismo, o circuito abriga mais de 50 pontos turísticos e apresentam a cultura italiana que influenciou tão fortemente a formação do município, passando também por diversas áreas de produção agrícola, valorizando as técnicas de cultivo orgânico, incentivando a fixação do produtor rural, a geração de emprego e o aumento da renda familiar.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010
A colheita gera diversas oportunidades de emprego temporário para os moradores da região, sendo um importante fator de desenvolvimento econômico do município e um dos principais legados da imigração italiana
.

Em janeiro e fevereiro acontece a colheita nas vinícolas, como na Vinícola Cavalli, em atividade desde 1958, recebendo moradores da região que chegam a colher 500 caixas de uvas por dia. Colombo é o principal produtor de uvas no Paraná. Segundo dados do IBGE existem 175 agricultores se dedicando a esta atividade no município, ocupando uma área de 130 hectares e produzindo 1.396 toneladas/ano, segundo dados do IBGE (fonte: site da prefeitura), o que corresponde a 53% da produção de uvas dos municípios da Região Metropolitana de Curitiba.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010c

A comercialização da uva in natura ou da fruta processada em forma de vinhos, sucos, geléias, e outros, na maioria das vezes ocorre na propriedade, onde o consumidor busca produtos artesanais e o contato direto com o fabricante. A venda dos produtos derivados e da uva também é praticada no comércio local do município, em feiras livres em Curitiba, em redes de supermercados e no CEASA. A Festa da Uva, que acontece anualmente sempre no inicio do mês de fevereiro, foi criada em 1959 para incentivar o cultivo da uva e a produção do vinho.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010a10
Museu Municipal Cristóforo Colombo e Memorial da Imigração Italiana.

O Museu Municipal Cristóforo Colombo, primeira instituição museológica do município, inaugurado em 2007, tem como sede o prédio que é uma réplica da Societá Italiana Cristóforo Colombo, criada pelos imigrantes italianos no inicio do século XX. O acervo inclui mais de 250 objetos doados por moradores da região e 26 banners contando a história da cidade.

colombo_foto_gilsoncamargo_janeiro2010a2
Retrato do casal Mottin no interior da residência construída em 1922 que abriga hoje o Memorial Italiano.

Outro ponto de destaque para a memória dos imigrantes é a Casa Eugenio Mottin, reinaugarada em 2009. Neste espaço, existe um pequeno acervo de utensílios, roupas e móveis das primeiras familias que chegaram na cidade.

colombo_foto_gilsoncamargo_grutadebacaetava_janeiro2010e
Parque Municipal Gruta de Bacaetava.

Como parte das belezas naturais que integram o circuito, um dos pontos fortes é a visita ao Parque Municipal da Gruta de Bacaetava, palavra indígena que significa “casa de pedra”. No último mês de 2009, mais de 2000 pessoas realizaram a visita às grutas. O parque, criado em 2000, abriga acervo nativo da mata da região. A gruta possui cerca de 200 metros de comprimento com duas aberturas, um sumidouro por onde o rio Bacaetava começa o seu trajeto pelo interior e a ressurgência mais a frente, onde o rio volta a correr para fora da caverna. Além da beleza, o local guarda histórias interessantes. Durante a 2a. Guerra Mundial, segundo relatos de moradores antigos, os filhos dos imigrantes ficavam escondidos na gruta para não serem convocados.

colombo_foto_gilsoncamargo_igrejaribeiraodasoncas_janeiro2010a
Igreja da comunidade do Ribeirão das Onças.

Para melhorar o acesso ao circuito turístico a prefeitura abriu licitação para a pavimentação asfáltica de parte do roteiro. Segundo a Secretaria de Turismo de Colombo, a estrada apresenta condições ruins afetada pela passagem de caminhões e também devido a ação das chuvas. Com recursos provenientes de emenda proposta pelo deputado federal Angelo Vanhoni, será realizada a pavimentação completa de 500 metros do trajeto do santuário da Igreja do Ribeirão das Onças até o asfalto na Rua Orlando Ceccon. O recapeamento da rua principal será feito como contrapartida municipal.

mariamichelemocelin_foto_gilsoncamargo_colombo_janeiro2010a
Maria Micheli Mocelin, secretária municipal de Turismo.

Segundo a secretária municipal de Turismo, Maria Michele Mocelin, nos últimos anos diversos investimentos ampliaram os atrativos para os visitantes e também para a população da cidade, como o Museu Municipal e o Memorial Italiano. Novos pontos foram agregados com especial destaque para o turismo rural e para as tradições culinárias, dentre eles: Chácara Engenho Verde, Paladar Queijos & Vinhos, Pesque-e-Pague Recanto Morro das Pedras, Da Cantina Produtos Naturais, Cantina Nonna Antonia e o Parque Vale dos Sonhos.

Fotos: Gilson Camargo

6 Comentários

  1. solange de souza santos
    8 de abril de 2010

    gostaria de saber qual e a historia da preifeitura de colombo relacionada ao meio ambiente em relacao aos asfalto da cidade de colombo.

  2. Fabio
    10 de janeiro de 2011

    Em que ano foi fundada o município de Colombo

    Obrigado..

  3. neusa marques
    21 de março de 2011

    Por gentileza como faço para trabalhar na colheita da uva.Estou morando em Itapema SC e estou sem trabalho.Se puderem me ajudar desde já agradeço.

  4. alessandra
    25 de setembro de 2012

    gostaria de receber relação de todos os prefeitos e vereadores que colombo ja teve

  5. Mariana
    17 de maio de 2014

    Bom,vou usar em uma pesquisa da escola :)

  6. Mariana
    17 de maio de 2014

    amei a pesquisa vou usar na minha escola

One Trackback

  1. […] município de Colombo comemora 120 anos em 2010. Conhecido pelas suas paisagens, extensa área rural e produçao de hortifrutigrangeiros, o […]

Publicar um comentário

Seu e-mail nunca será publicado. Campos com * são obrigatórios

*
*

Preencha os campos corretamente!